Pesqueira: 139 anos?

Definir a idade de um lugar, na maioria dos casos, não é tarefa fácil. E quando trata-se de um município como Pesqueira o caso se complica porque entra em jogo os valores históricos a ele agregados. Sobre esse assunto há muita polêmica, mas também certezas suficientes que nos deixam em situação de conforto para fazermos algumas afirmações.

Vista capela da Mãe dos Homens e dos sobrados onde foi instalada a Cúria Diocesana.
Continue lendo

O Cimbrense #004 – Cardeal Arcoverde: vigário de Cimbres?

Neste episódio, Marcelo do Nascimento resolve polêmica sobre o caso de ter sido (ou não) vigário de Cimbres em 1879 o mais tarde Joaquim Cardeal Arcoverde.

Continue lendo

O Cimbrense #02 – Os 100 anos da chegada de Dom José Lopes a Pesqueira

Neste episódio, apresentamos um resumo do programa Perfil Pesqueirense, que foi ao ar no dia 26/01/2019 pela Rádio Urubá FM, apresentado por Jota Sobrinho e o Prof. Francisco Aquino e com a participação de José Florêncio Neto e Pe. Expedito Nascimento. O tema: os cem anos da chegada de Dom José Lopes a Pesqueira.

As casas do Maestro Tomás de Aquino – parte 1

Marcelo do Nascimento

A maioria de nós já ouviu falar do Maestro Tomás de Aquino, principalmente pela rua que leva seu nome. Com certeza sua importância para a cultura pesqueirense vai muito além, mas pelo fato de ter morado em três imóveis interessantes e ter sido um dos primeiros investidores imobiliários da cidade no começo do século XX, esta notas, que aqui se iniciam, valerão a pena ser registradas.

Fachada original da primeira casa do Maestro Tomás de Aquino em Pesqueira. A construção data de 1883.

Continue lendo

dPaC #6: As antigas construções de Pesqueira

AS ANTIGAS CONSTRUÇÕES DE PESQUEIRA

Nesse episódio, Marcelo do Nascimento, Marciana Oliveira e Sivonia Lima falam sobre antigas casas de Pesqueira e sua zona rural.

Continue lendo

Os cem anos da Diocese de Pesqueira

Marcelo O. do Nascimento

Em 1917, em visita a Pesqueira, Dom Sebastião Leme, então arcebispo de Olinda, trazia a notícia de que a cidade seria sede de uma diocese. Sua excelência foi recebido pela banda do município e pelos atiradores do Tiro de Guerra de Pesqueira e Alagoinha com os festejos e o entusiasmo que a ocasião exigia. Nos dias que passou na cidade, houve muita movimentação pelas ruas até tarde nas noites iluminadas pela maravilhosa luz elétrica, uma refinada e rara tecnologia na época. Continue lendo

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.